O QUE É E COMO Cuidar AS HEMORROIDAS

Embed

  1. O QUE É E COMO Cuidar AS HEMORROIDAS

  2. Hemorroidas são veias dilatadas e inflamadas no ânus e reto, que podem causar aflição, coceira e sangramento anal. A hemorroida podes ser interna, quando ela fica escondida dentro do reto, ou externa, quando ela é com facilidade identificada em volta do ânus. O tratamento depende de grande quantidade de fatores, podendo ser desde acessível pomadas até cirurgias. Neste post vamos explicar o que são as hemorroidas, quais são as suas principais causas e o que fazer pra evitá-las.

  3. Vamos falar também sobre os sintomas, as diferenças entre hemorroida interna e externa, sobre isto as formas de diagnóstico e as opções tratamento, sejam elas à base de remédios ou por intermédio de cirurgias. Pra complementar os detalhes nesse texto, visualize imagens reais de hemorroidas clicando nesse link: Fotos DE HEMORROIDAS. O que é hemorroida? A porção terminal do intestino é composta pelo reto, pelo canal anal e pelo ânus.

  4. Como em qualquer outra parcela do nosso corpo, esta localidade final do trato digestivo é vascularizada por artérias e veias, que recebem o nome de artérias e veias hemorroidárias, respectivamente. Hemorroida é o nome dado a esse conjunto de vasos que fica na localidade do canal anal. O que é popularmente chamado de hemorroida é, na realidade, chamado em medicina de doença hemorroidária. A maioria das nossas veias contém válvulas que ajudam o sangue a escoltar a todo o momento numa mesma direção, impedindo seu retorno, ainda que contra a gravidade.

  5. Tendo como exemplo, o sangue nas veias da perna corre sempre contra a gravidade. Graças às válvulas, ele consegue subir sem ficar represado nas pernas. No momento em que as veias ficam doentes e as suas válvulas param de funcionar, surgem as varizes, que são veias tortuosas onde o sangue fica congestionado (leia: VARIZES - Causas e Tratamento). Ao oposto das veias do resto do organismo, as veias hemorroidárias não possuem válvulas para impossibilitar o represamento de sangue. Portanto, qualquer acrescentamento da pressão nessas veias propicia o seu ingurgitamento.

  6. As hemorroidas são como varizes das veias hemorroidárias. Bem como em cada variz, o sangue represado aumenta o risco de trombose e inflamações das veias. Desse modo, hemorroidas (ou doença hemorroidária) são dilatações das veias do reto e ânus, que podem vir acompanhadas de inflamação, trombose ou sangramento. Por volta de 5 por cento da população sofre com este defeito. Hemorroidas internas: no momento em que ocorrem no reto.

  7. Hemorroidas externas: no momento em que ocorrem no ânus ou no conclusão do canal anal. Grau I: não prolapsam através do ânus. Grau II: prolapsam por meio do ânus ao longo da evacuação, porém o retornam à sua localização original espontaneamente. Grau III: prolapsam pelo ânus e só retornam pra dentro com ajuda manual. Grau IV: estão prolapsadas por meio do ânus e o regresso não é possível nem ao menos com ajuda manual.

  8. As hemorroidas internas grau I não são compreensíveis e as grau II normalmente passam despercebidas pelos pacientes, pelo motivo de ninguém fica visualizando pro ânus enquanto defeca. Como o reto e o canal anal possuem pouca inervação, este tipo de hemorroida não costuma causar aflição. As hemorroidas externas, do mesmo jeito que as internas grau III e IV, são facilmente identificadas e costumam inflamar, causando aflição e/ou prurido (comichão).

  9. A doença hemorroidária é um distúrbio muito comum. Estima-se que mais da metade da população acima dos cinquenta anos sofra desse dificuldade em graus variáveis. Constipação intestinal (prisão de ventre). Prender as fezes com frequência, evitando defecar a todo o momento que há vontade. Dieta pobre em fibras. História familiar de hemorroidas. Cirrose hepática e hipertensão portal. Permanecer longos períodos sentados no vaso sanitário (há quem ache que o respectivo design dos vasos propicia o surgimento da doença hemorroidária). O vício de evacuar agachado, muito comum no Oriente Médio e Ásia, está membro a uma pequeno incidência de hemorroidas.

  10. Por outro lado, evacuar sentado, como a maioria de nós habitualmente faz, parece ampliar a tua incidência. Independente dos fatores de traço, as hemorroidas se formam no momento em que há acrescentamento da pressão nas veias hemorroidárias ou fraqueza nos tecidos da parede do ânus, responsáveis pela sustentação das mesmas. As hemorroidas podem ser sintomáticas ou não. Como de imediato dito em um momento anterior, as hemorroidas internas tendem a ser menos sintomáticas. Detalhes e outras informações a cerca disso que estou falando por esse website pode ser encontrados em outras fontes de confiança neste outro  http://www.wect.com/story/37449425/miracle-brazilian-weight-loss-supplement-quitoplan-now-available-to-buy  .O único sinal indicativo da sua subsistência costuma ser a presença de sangue em volta das fezes ao evacuar. O sangramento das hemorroidas se dá tipicamente como uma pequena quantidade de sangue vivo que fica em volta das fezes.

  11. Sopa de tomateOpção quatro: 1 pêraExistem 3 tipos de Canela em lojas: canela do Ceilão, canela Indonésia e canela cassiaCarboidratos moderados em todas as refeiçõesElimina o apetite, pois que mantém a saciedade durante mais tempo
  12. Às vezes, o paciente poderá notar pingos de sangue no vaso sanitário após o final da evacuação. É comum assim como haver sangue no papel higiênico após a limpeza. As hemorroidas internas são capazes de causar agonia se surgir uma trombose ou no momento em que o interesse crônico para evacuar razão o prolapso da hemorroida para fora no canal anal. As hemorroidas internas grau III e IV conseguem estar associadas à incontinência fecal e à presença de um corrimento mucoso, que provoca irritação e comichão anal.

  13. As hemorroidas externas são, por via de regra, sintomáticas. Estão associadas a sangramentos e dor ao evacuar e ao sentar. Em casos de trombose, a agonia podes ser intensa. O prurido é outro sintoma comum. As hemorroidas externas são a toda a hora notórios e palpáveis. Apesar de ser uma causa comum de hemorragia anal, é relevante nunca assumir que o sangramento é devido à doença hemorroidária sem antes consultar um médico. Várias doenças, como fissura anal, câncer do reto, doença diverticular e infecções assim como conseguem se revelar com sangue nas fezes.

  14. Além disso, nada impede que o paciente tenha hemorroidas e outra doença que também curse com sangramento anal, como um câncer, como por exemplo. Por isso, todo sangramento anal necessita ser avaliado por um médico, de preferência proctologista. O sangramento das hemorroidas costuma ser de pequena quantidade, mas, ser for constante, pode até conduzir à anemia por carência de ferro. Sangramentos de enorme volumes não são comuns, todavia são capazes de haver em alguns casos. Um diagnóstico diferencial interessante das hemorroidas é a fissura anal.

Like
Share

Share

Facebook
Google+