Acompanhe ao vivo o evento de lançamento do novo iPhone

Empresa apresenta nesta terça-feira, a partir das 14h, seus novos modelos de smartphones; pela primeira vez, a Apple pode lançar três celulares diferentes

  1. 15h57: Só mais uma coisinha: eu sou Bruno Capelas e foi um prazer acompanhar este evento da Apple com vocês. Obrigado e até a próxima.
  2. 15h56: O evento da Apple acaba aqui, mas a cobertura do Link segue pelo dia todo -- siga as nossas redes sociais e acompanhe pelo site as novidades no lançamento do iPhone! Às 18h, eu, Bruno Capelas, e a editora Claudia Tozetto vamos fazer uma Live no Facebook do Link (facebook.com/linkestadao/) sobre a apresentação. Mande suas dúvidas.
  3. 15h55: E é isso aí: chega ao fim a apresentação da Apple com três novos modelos de iPhone - 8, 8 Plus e X -, um novo modelo de Apple Watch, com chip de celular, e uma nova Apple TV capaz de suportar resolução 4K.
  4. 15h53: Tim Cook pede aos funcionários que se levantem, e agradece a eles pelo esforço. Depois, o executivo convida os presentes a testar os novos modelos do iPhone.
  5. 15h52: "Fizemos um grande aparelho", diz Tim Cook, no palco. "Esse é o iPhone X. Obrigado", agradece o executivo, sob aplausos.
  6. 15h51: Phil Schiller volta a lembrar Steve Jobs, falando que o iPhone X quer mostra o caminho do futuro dos smartphones.
  7. 15h49: Phil Schiller volta ao palco para falar das propriedades ecológicas do iPhone 8 e do iPhone X. O aparelho terá duas configurações de armazenamento, com 64 GB e 256 GB. Vai custar US$ 999, com pré-venda a partir de 27 de outubro, e chegada ao mercado em 3 de novembro.
  8. 15h46: Agora, um vídeo com Jony Ive, o histórico designer da Apple, falando sobre o design do aparelho. "Fazer um aparelho com uma tela tão grande mostra uma integração diferente", diz Ive, no vídeo.
  9. 15h42: Phil Schiller diz que o novo iPhone X terá duas horas a mais de bateria que o iPhone 7 Plus. O aparelho também terá carregamento sem fio. A Apple também pretende lançar um dispositivo próprio de carregamento sem fio, capaz de carregar, ao mesmo tempo, o Apple Watch Series 3, os AirPods e o novo iPhone X. É o Air Power, previsto para chegar ao mercado no ano que vem.
  10. 15h42: O hardware utilizado pela Apple para criar o Face ID também será aproveitado para fazer as melhores selfies -- a câmera frontal terá o mesmo Modo Retrato introduzido na câmera traseira do iPhone 7 Plus. A câmera frontal terá 7 megapixels.
  11. 15h41: Apesar de ser iPhone X, os executivos da Apple estão chamando o aparelho de iPhone 10 -- ou seja, seguindo o numeral romano.
  12. 15h39: O iPhone X tem duas câmeras de 12 megapixels cada, com sensores "maiores e mais rápidos", promete a Apple. Ao contrário do iPhone 8 Plus, as duas câmeras ficam em disposição vertical. As duas lentes têm estabilização de imagem e True Tone Flash.
  13. 15h37: "Você vai poder fazer o seu próprio unicórnio. A turma das startups vai adorar essa", brinca Federighi. É possível criar seu próprio animoji, com direito a som, e enviá-lo como mensagem de vídeo dentro do iMessage. Federighi manda como exemplo uma mensagem como uma raposa a Tim Cook, que responde como um "alienígena".
  14. 15h35: Para trocar entre aplicativos, basta apenas deslizar a tela no canto de baixo. E o sistema do Face ID também funciona com o Apple Pay, explica Federighi.
  15. 15h32: Craig Federighi, VP de engenharia de software da Apple, no palco! Ele demonstra as possibilidades do iPhone X: para fechar um aplicativo, basta apenas deslizar para cima.
  16. 15h32: Outra novidade é o Animoji, uma função que usa o sistema de reconhecimento do Face ID para personalizar os emojis com as suas próximas expressões.
  17. 15h30: A Apple promete que o usuário precisa estar prestando atenção para que o celular seja desbloqueado. Segundo Schiller, a segurança do Touch ID era de 1 chance de "fraude" para cada 50 mil tentativas. Com o Face ID, essa segurança sobe para 1 em 1 milhão de tentativas.
  18. 15h27: Phil Schiller anuncia ainda a A11 Bionic Neural Engine, um hardware específico criado para lidar com algoritmos de aprendizado de máquina (machine learning), capaz de processar 600 bilhões de operações por segundo -- o suficiente para rodar o Face ID. "O Face ID aprende a sua cara, mesmo que você use maquiagem, óculos, corte o cabelo ou mude sua vida -- e funciona de dia e de noite."
Read next page